Notícias

Voltar para Notícias

Erros na impressão 3D: confira os três mais comuns

Com a impressão 3D, fabricar projetos complexos nunca foi tão fácil. Embora a maioria das pessoas pense que “fácil” é sinônimo de “simples”, é fundamental observar que erros na impressão 3D são comuns e podem ocorrer a qualquer momento. Além das competências técnicas exigidas, também é necessário compreender as diferentes dinâmicas que podem originar um problema ou quaisquer resultados indesejados.

A saber, a maioria dos erros ocorre por não configurar a máquina corretamente, não levar em consideração a resolução do arquivo e ignorar a espessura da parede. Entender esses erros e ter o conhecimento necessário sobre como evitá-los pode economizar muita energia, tempo e recursos. Destacamos 3 deles mais comuns na impressão 3D a seguir.

Erros na impressão 3D e como evitá-los 

A impressão está com aspecto derretido 

objeto com aspecto derretido
Fonte: 3DHubs

Está tudo certo com a forma do objeto. Entretanto, ele parece estar derretido em algumas partes, podendo ser no começo, meio ou fim da peça. 

Esse é um problema observado principalmente no PLA. Isso porque ele exige uma resfriamento bastante rápido. Sendo assim, caso uma camada não seja bem resfriada, ela acaba deformada ao receber a nova camada sobre ela.

A solução está no ajuste da velocidade + ventilador, na temperatura hotend, e/ou na velocidade da impressão.

Fios soltos na impressão (stringing)

peça com stringing
Fonte: All3DP

Aqui temos um dos problemas mais comuns e fáceis de resolver. Os fios soltos aparecem quando, conforme o hotend se move entre duas seções de nossa impressão, uma pequena quantidade de plástico goteja e gruda em ambas as seções.

Este problema pode ser causado pelo plástico que escorre para fora do bico enquanto a extrusora está se movendo para um novo local. O problema quase sempre ocorre porque a retração não está habilitada.

A saber, grande parte dos softwares de fatiamento já vêm com essa opção ativada por padrão. No entanto, alguns ajustes podem ser feitos. Os parâmetros mais importantes que você deve verificar são temperatura, distância e velocidade de retração. Se estiver tudo certo com a retração, fique atento a temperatura adequada para cada filamento. 

Desalinhamento de camadas

Fonte: 3Dfila

Esse é um dos erros de impressão mais graves, uma vez que compromete a peça inteira. A mudança de camada é um problema que ocorre na forma de um deslocamento no eixo X, Y ou ambos, a uma certa altura. As causas mais comuns de deslocamento de camada são: temperatura excessiva nos motores, falta de potência neles ou falha mecânica. 

Portanto, a primeira medida deve ser conferir a impressora 3D e todos os seus pontos de ajuste. Cheque também as diferentes partes dela e do bico extrusor a fim de evitar qualquer tipo de desalinhamento. E, claro, veja os motores e as engrenagens da impressora 3D. Com o passar do tempo tempo, é possível que componentes como correias, parafusos e porcas acabem ficando frouxos.

Para evitar esses e outros tipos de erros, fique sempre atento ao conteúdo que divulgamos aqui na TechCD. E não esqueça de seguir a gente também nas redes sociais!

Até a próxima!

(Fonte imagem: All3DP)

Veja mais notícias

Conheça as melhores formas de aliar tecnologia e saúde

A união entre a tecnologia e saúde tem sido uma evolução para avanços significativos na...

Leia mais

Itens indispensáveis para a impressão com Epson Colorworks

Você sabia que existem itens indispensáveis que auxiliam na garantia de uma impressão impecável...

Leia mais

Regras básicas para o seu processo de impressão 3D

O processo de impressão 3D é algo bastante rigoroso e metódico. Afinal de contas, é essencial...

Leia mais