Notícias

Voltar para Notícias

Partes do corpo reproduzidas em impressão 3D inovam na medicina

09/04/2019|Notícias

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Bonecos que imitam bebês e partes do corpo reproduzidas em impressoras 3D inovam o aprendizado da medicina e o planejamento de cirurgias.

 

A TechCD firmou parceria com a neurocirurgiã pediátrica Giselle Coelho para a impressão em 3D de modelos para planejamentos cirúrgicos.

Giselle acaba de concluir seu doutorado; a defesa de tese teve como tema o uso de simuladores realísticos em neurocirurgia pediátrica.

Ela também é criadora de uma boneca chamada Gigi que tem peso e pele iguais a de um recém nascido, o crânio tem densidade próxima ao osso humano, o que faz com que uma radiografia da “boneca” seja equivalente a uma radiografia humana, e o uso de um corante proporciona um sangramento no momento da cirurgia. Com o bebê simulador, Coelho ganhou em 2015, aos 36 anos, o prêmio Jovem Neurocirurgião concedido pela WFNS.

O uso de simuladores está crescendo na área médica. Antigamente, o usual para aprendizagem nas escolas de medicina, eram os cadáveres, que continuam sendo usados, mas em menor quantidade devido ao desenvolvimento de simuladores com tecnologia capaz de reproduzir ao máximo uma parte do corpo específica ou uma patologia.

 [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”1087″ img_size=”large” alignment=”center”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”1091″ img_size=”large” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Com o avanço da tecnologia 3D e das impressoras, atualmente somos capazes de imprimir todo tipo de peças e modelos médicos personalizados de uma parte do corpo de um paciente que irá passar por uma cirurgia.

As réplicas em 3D são altamente eficientes para um planejamento cirúrgico e é exatamente isso que a Dra Giselle incluiu em seus procedimentos.

Os bio modelos realizados a partir de exames de ressonância magnética, possuem formas, texturas, flexibilidade e consistência quase idênticas à realidade. Pele, tecidos e órgãos, com cores diferentes, também são reproduzidos com materiais distintos. Para darmos um exemplo: variações anatômicas são encontradas no momento da cirurgia. Saber a real posição de um tumor ou a estrutura do órgão é fundamental para uma operação ser realizada com sucesso.

O uso de modelos médicos impressos em 3D, personalizados, significa muito para a área médica. Redução de custos e de tempo de cirurgia e organização prévia de uma cirurgia a partir de treinamentos pode salvar vidas.

Os benefícios são inúmeros. Alguns deles: para os hospitais, a rotatividade é aumentada. As seguradoras têm mais previsibilidade de quantidade de material usada. Os cirurgiões conseguem prever possíveis dificuldades e o paciente fica menos suscetível a infecções.

A impressão 3D é cada vez mais usada e importante para a medicina e nós estamos felizes por fazer parte dessa história junto com a Dra. Giselle Coelho.

 [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_single_image image=”1088″ img_size=”large” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row]

Veja mais notícias

Melhore o custo-benefício da sua impressão de etiquetas

A impressão de rótulos e etiquetas de maneira correta pode fazer toda a diferença para o...

Leia mais

Os melhores acessórios e softwares para impressão 3D

Essencial para a facilidade de muitos processos em empresas e negócios de tecnologia, as...

Leia mais

Tendências tecnológicas para a indústria em 2024

Conhecimento é essencial para quem deseja impressionar e agarrar todas as oportunidades este ano....

Leia mais